Skip to main content

Posts

Vou falar disto #offtopic

Falhámos. Ao pensar que conseguiamos ser tudo o que sonhávamos ter na vida de alguém. Culpo-me por te ter deixado seres mais o que eu precisava do que aquilo que realmente eras... Percebo que deixaste-te um pouco de lado, para ficares do meu lado... Falhas-te ao te encaminhares por esse beco, acabou-te o guião da pessoa perfeita, a cena mudou e já não era suportável os constantes takes de eternas discussões... há alguém destinado a nós por mais que negamos.. e tu não eras essa pessoa..
Recent posts

Permite-me

É possível chamar ao que temos de esquizofrenia? Esta loucura que vai e volta.. Talvez uma loucura mais minha que tua...
Desculpa-me por não me lembrar que sentia tanto.. não valeu a pena fingir que não sobrou nada entre nós.. no momento em que entraste pela minha porta e olhaste para mim.
Um olhar familiar.. um toque ainda mais familiar... Perdi o chão nas tuas mãos tal e qual antigamente e acredita quando te digo que em ti encontro tudo o que preciso para ir em frente.

O corpo humano é incrível

E é mesmo. Quinta feira 13 de julho ia comprar leite e numa curva o carro não me repeitou e fugiu de controle tendo capotado para dentro de uma ribeira a uma profundidade de 3/4 metros .. A minha testa  abriu-se com o embate porém , não senti. Tirei o meu cinto de segurança e procurei logo pelo telemóvel , as minhas coisas estavam boiando na água da ribeira e eu estava sentada no teto do carro .. o pânico não me atrapalhou , desligava o carro e ligava para buzinar na esperança que alguém me ouvisse.. liguei pra emergência ninguém me conseguia ouvir devido à escassa rede. Então lembrei-me de abrir o vidro do passageiro e por lá saí e consegui finalmente pedir ajuda. Trepei as paredes da ribeira e cheguei à estrada .. a ajuda chegou logo a seguir .. e eu lembro- me de tudo.. cada movimento do carro, o embate, acalmava-me a mim mesma e encontrei todas as soluções para me libertar .. tenho a testa toda suturada .. o meu cabelo ainda tem o cheiro do local do acidente.. porém tudo sobreviv…

urgência

É urgente perceber que um eu vem antes de um tu ou mesmo um nós, está escrito por linhas tortas o que deve ser a prioridade na vida de cada um. Está antes da conjugação de todos os verbos, no inicio de todas as ações. É inegável!  É urgente dar ao meu eu o seu devido lugar, sem preocupações alheias, desvios ou omissões... O egoismo não entra aqui mas, o amor próprio!
Ele é a leveza de uma brisa matinal. O calor de um raiozinho de sol pela tarde. Chuvisco de um domingo de preguiça. Café num dia agitado.. Por vezes tempestade mas, quem não é um pouco tempestade às vezes? Em noites de insónia eu posso acordá-lo, nas noites calmas eu posso acordá-lo também. Não há fim no nosso começo, eu e jamais me esqueço o quanto gosto de ti milhões de vezes. Tantas vezes que virou Amor.

Profundamente

É tarde.. e ele ainda não chegou... cheguei a casa por volta das 17h e estou até agora cativa deste meu lado que não conto a ninguém que o tenho, estive a investigar-me e a questionar-me se faria sentido manter todo aquele passado que me é, agora, estranho.. questiono-me se não devia livrar-me de tudo de uma vez... e só consegui concluir que apesar de estar tudo resolvido no passado tudo aquilo um dia fui eu, cruamente eu naquelas linhas eternas que significaram tanto naquela altura.. e mesmo que um dia ... a pessoa que me é tudo agora descubra este canto negro de mim... com certeza irá perceber que ele também teve passado... e que apesar de ser para alguém o que escrevi... neste momento aquilo não passa do meu percurso por um blog... permanecerá assim. AINDA DEMORAS? MIL BEIJOS DE AMOR

Tenho medo de admitir

Mas é exactamente dele que eu preciso.. Pode até parecer cliché..
Mas é uma verdade analítica! Eu já 'precisei' de algumas pessoas porém aceitava que não precisassem de mim e nem me apercebia do quanto na realidade isso nem era "precisar" eram meras "conveniências" .
Porque tenho esta pessoa que suporta as minhas brigas que faz do impossível possível para que tudo passe e acima de tudo.. Fica!