Skip to main content

Posts

Showing posts from February, 2012

You can fly.

Podíamos estar em qualquer lugar agora, ser qualquer coisa um para o outro, sermos tudo um para outro. Mas ele sabe voar e pode nunca mais voltar, mas os verbos copulativos estão em extinção, tudo o que é ou foi recíproco entre nós extinguiu. Terminei mais uma música "One more day beside you" não está nenhum espanto, mas será mais uma marca de um sentimento levado nas ondas de vento selvagens originadas do bater das tuas asas. Tu podes voar. Talvez um dia eu desintoxique o meu coração de ti. Talvez o tempo torne tudo isto velho e, tudo se desfaça, desapareça. Eu não fico amarga, não fico zangada, nem faço discursos transgressores ;).  Mas, caso a saudade se torne motivo da tua vinda, volta. Caso o destino passe por ti, na rua, no café... pede-lhe que te traga de volta para mim, eu sei que muitas vezes eu podia ter dito tudo, mas não disse, eu si que muitas vezes me calei. Não sei ao certo o que me cativou, o que me prendeu desta maneira a ti, a nós. Mas eu hoje, hoje todos …