Skip to main content

Posts

Showing posts from May, 2012

amor, foda-se.

Oh, como eu amo. Toda eu sou apaixonada por tudo, sou definida pela palavra amar e é tudo o que sei fazer de melhor... Sinto que não consigo deixar de amar alguém que passe na minha vida. Acabam por permanecer tudo dentro de mim. Tenho andado longe, por surrealismos talvez... ando a precisar de dormir direito. Sinceramente nada na minha vida é direito ou correcto. Toda eu sou curvas bruscas como falou a Ângela, tens razão minha querida. Tenho saudades do meu passado, quem me dera que voltasses para mim. Nem eu tenho noção da falta que me fazes!